1 resultado para Gastroenterite

em Universidade Catolica de Brasilia


Relevância:

10.00% 10.00%

Publicador:

Resumo:

A gastroenterite aguda é um problema de saúde pública caracterizada por febre, vômitos e diarréias. É uma patologia que causa altos índices de morbidade e mortalidade em seres humanos em todo o mundo. Os principais enteropatógenos virais relacionados com a gastroenterite são os rotavírus, calicivírus, adenovírus e astrovírus. Para a detecção destes gastrovírus existem várias técnicas, classificadas como não moleculares, tais como, microscopia eletrônica, técnicas de isolamento viral para astrovírus e ensaio imunoenzimático (ELISA), e moleculares, incluindo hibridização, PCR e o sequenciamento. Existe uma variante da PCR convencional, denominada PCR multiplex, o qual incorpora diferentes conjuntos de oligonucleotídeos específicos para mais de um alvo, permitindo simultâneas amplificações em uma única reação. O objetivo deste estudo é padronizar a técnica de PCR multiplex para detecção de astrovírus, sapovírus e norovírus genogrupo I e II, descrita por Yan et al. (2003) com modificações, nos laboratórios de biotecnologia da Universidade Católica de Brasília e no LACEN/DF. Este trabalho analisou 30 amostras fecais humanas para execução cega, com resultados previamente conhecidos cedidas pelo Instituto Evandro Chagas de Belém para validação da técnica da PCR multiplex, a ser utilizado como diagnóstico no LACEN/DF. Os resultados obtidos são: 6,6% (n=02) de positividade para astrovírus, 3,3% (n=01) para sapovírus e 3,3% (n=01) para norovírus genogrupo II. O PCR multiplex é uma metodologia rápida e com custos mais baixos que a PCR monoplex, tendo uma boa sensibilidade e especificidade. Este é um trabalho que apresenta resultados preliminares e estudos futuros são necessários para validação final da técnica.